A segunda-feira começou feia


Por Rodrigo Cozzato

Uma segunda-feira no mínimo para se esquecer. Ou para se tirar lições. Mesmo com o tempo instável, saí de casa de moto, mas com bastante antecedência, prevendo encontrar trânsito ruim. Como diz o ditado popular “melhor prevenir do que remediar”, infelizmente eu estava certo.

Vi três acidentes. O primeiro, envolvendo carro e moto no quilômetro 20. Um casal de motociclistas esperava o atendimento médico deitado em meio a um mar de veículos e motos “nervosos”. No acesso à Politécnica, havia uma pessoa morta sobre a calçada, provavelmente vítima de atropelamento. Um pouco mais à frente, no quilômetro 16, outro acidente envolvendo dois carros e uma moto. Para finalizar, sentido interior, um carro se perdeu na curva do quilômetro 12, bateu no guard rail e rodou na pista.

Por que tirar lições? Porque o trânsito nos ensina dia a dia o quão perigosa é a Rodovia Raposo Tavares, mas há milhares de pessoas que insistem em não aprender. Motoristas e motociclistas impacientes com o congestionamento que se forma com o acidente que está logo ali à frente.

Pior são os que, ao passarem pelo acidentado, aceleram a toda para recuperar o tempo perdido. Oras, de tudo o que esse trânsito nos ensina, a lição mais valiosa que todos deveriam aprender é sair de casa mais cedo. Se não encontrarem problemas pelo caminho, vão chegar adiantado ao trabalho; qual o problema nisso? Sem paciência e tolerância, o melhor a fazer é ficar em casa.

Tags: , , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: