Posts Tagged ‘curiosidade’

Curiosidade imbecil

23/06/2010

Por Rodrigo Cozzato

Logo na manhã de hoje, havia um acidente entre dois carros no sentido Cotia da Raposo Tavares, na altura do km. 26, pouco antes da Estrada do Embu. Um acidente simples, aparentemente, sem vítimas, apenas dois carros, com poucos estragos. Fica mesmo a dor de cabeça para os proprietários.

Porém, o que chama atenção, como sempre, é a curiosidade imbecil, estúpida e sem sentido de 99,9% dos motoristas que passam pelo local. Mesmo que fosse um acidente grave, não há motivo para parar o carro e ver o que aconteceu. Diminuir a velocidade é correto, para evitar novos acidentes. Agora, parar para ver… é o cúmulo.

Na pista do acidente, em virtude da interdição da faixa, havia congestionamento de dois quilômetros, aproximadamente. Na outra pista, no entanto, um quilômetro de filas sem o menor sentido, sem a menor razão. Culpa da curiosidade.

Foto: Rodrigo Cozzato

Curiosidade dos motoristas provoca congestionamentos

A curiosidade e a subida

12/05/2010

Por Fernando Pedroso

Os congestionamentos parecem que estão rareando na Raposo Tavares, mas ainda existem alguns focos e os motivos são facilmente identificáveis. O pior deles é a curiosidade. Na última segunda-feira (10) o congestionamento estava no km. 30. A foto abaixo mostra a saída do Jardim dos Ipês e como estava difícil a vida ali. Pensei até que seria mais um dia daqueles em que demoro mais de duas horas para chegar ao trabalho.

Foto: Fernando Pedroso

Curiosidade para ver acidentes causa enormes engarrafamentos

Para a minha surpresa, no km. 29 já estava tudo livre. O trânsito fluiu bem, tirando alguns “donos” da esquerda que faziam questão de atrapalhar. No resto, tudo muito bom. A foto abaixo dá uma ideia de como a Raposo estava livre no km. 17. O motivo do engarrafamento inicial? Curiosidade. Fiquei sabendo depois que havia um acidente no km. 27, mas os veículos já haviam sido removidos. Triste, não?

Foto: Fernando Pedroso

Após acidente, trânsito "inexplicavelmente" volta a andar

Outro motivo para paradas são as subidas. Se tudo parar ali na altura do km 27, já se sabe que o motivo é a ladeira que começa na saída da Estrada do Embu. Ali, os ônibus a 40 km/h querem ultrapassar os caminhões que estão a 35 km/h. Os motoristas que ficam na faixa do meio a 45 km/h se dão ao luxo de irem para a esquerda. Está pronta a bagunça.

Na volta para casa é a mesma coisa. Para começar, tem o medo da curva do km. 21. Os “pés de breque” já diminuem para uns 70 km/h e aí começa a ladeira, que só vai terminar no retorno que dá acesso à avenida São Camilo, já em Cotia. E tudo junto forma outro congestionamento diário, causado não pela estrada, mas por nós, usuários.